Translation

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Artes plásticas: pintura em Alagoas




A artista é professora voluntária pelo CENARTE (Centro  de Belas Artes) há um ano e meio. Sendo convidada para 6 (seis) exposições coletivas e realizou 3(três) individuais em parceria com o Governo do Estado de Alagoas e com a Faculdade Jaime de Altavila (CESMAC)em 2015\2016. 



Dois dedos de prosa

Esta é mais uma colaboração do Professor Eduardo Bastos. Desta vez ele nos traz o trabalho de Maria Tereza Lima que lida com imagem e índio. Um trabalho simples e ao mesmo tempo lírico e que merece ser divulgado.

Eduarda nos apresenta à pintora, ao dizer o que pensa sobre seu trabalho. Vamos ver. Para você dialogar com a obra, deixamos a possibilidade de você colocar os títulos de cada tela;

Um abraço

I - Um pouco sobre Maria Tereza

Maria Teresa de Lima (nome artístico Teresa Lima) Natural de Viçosa (AL) .

Filha de Maria José de Lima e Valdeci Ananias .Foi aos 3 (Três) anos criada por outra família ,Sr.Cicero Henrique Sobrinho –Projecionista e dono de cinema e Edite Henrique Silva –costureira ,em Cajueiro (AL).Onde viveu até os 21 anos.

Iniciou seus primeiros traços ainda criança. Aos 19 anos começou usar  os pincéis e tintas,adentrando no mundo criativo.Suas inspirações sempre voltadas a fatos cotidianos e temas sociais com estilos: Abstrato,figurativo e surrealismo.

Formada em magistério pela Escola Cenecista N.S do Livramento –Cajueiro(AL).Professora particular aos 16 anos na Escola Centro de Ensino Viber,exercendo esta profissão até o final de  2000.


Iniciou a faculdade em Administração Hospitalar na FAA(Faculdade de Administração de Alagoas)em Maceió,não chegando a concluir esta,preferindo dedicar-se às artes plásticas.

Autodidata,desenvolveu estilo próprio em cores e tribais em acrílico e também colagem , buscando sempre a temática em defesa do social.

Sua primeira exposição em 2013 foi no Instituto da Visão (Maceió-AL),e a partir daí em variados locais,sendo as mais recentes “Amostra Gratis ll Edição ,Curadoria Viviane Duarte Acioli e Rosivaldo Reis no Anexo Teatro Deodoro e no Memorial à Republica no segundo Salão de Arte sobre Direitos Humanos,realização da Secretaria Estadual da Mulher e dos Direitos Humanos.(Maceió).


II - A PINTURA CULTURALISTA DE TERESA LIMA

Eduardo Bastos


A pintura Naturalista, ressaltada com certo lirismo, marca expressivamente a pintura da artista visual Teresa Lima. Suas imagens abordam temas contemporâneos, passeando pelo surrealismo e o figurativo. A artista tem interesse especial por uma paleta multicolorida e o matizamento que dá as suas composições demonstra um grande domínio da cor, conferindo-lhe uma expressão muito pessoal. Suas obras, ao mesmo tempo em que valoriza os efeitos cromáticos da nossa cultura regionalista, tem o compromisso com a crítica social, os desmandos políticos e os preconceitos, desta maneira, provoca o observador a uma reflexão sobre as condições de precariedade social, cultural e histórica, com pinceladas enérgicas e vibrantes.

A artista participou de várias exposições, sendo três individuais - Na galeria do Cesmac, situada no antigo Colégio Guido, no Museu Floriano Peixoto e atualmente no Cenarte, além de oito coletivas.
Quanto à técnica, Teresa é multifacetada, possuindo amplo domínio em várias técnicas: acrílica, colagens, óleo, aquarela... Tira partido da técnica para fazer com que suas figuras pareçam ter uma intimidade com o entorno (público), não raro, confundir-se com ele. Seu estilo é marcante, possui personalidade forte, luminosa e expressiva. Apesar de corpos parecerem estáticos, cria uma atmosfera com feição brasileira. Sobre a obra da artista, pego carona em Mário Schenberg, físico e crítico de arte, num artigo sobre a obra do brilhante pintor brasileiro Francisco Rebolo Gonzalez, “ a significação dessas obras irá sendo compreendida cada vez melhor, na medida em que for desaparecendo a ideia superficial em que a obra de arte é essencialmente uma estrutura formal, em vez de uma comunicação de verdades fundamentais para a existência humana”.





Nenhum comentário:

Postar um comentário