Translation

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Luiz Sávio de Almeida. Um pouco do Porto Real do Colégio

O texto sobre as fotografias está da forma como foi redigido em campo,  logo após ter sido tirada a foto ou depois, à noite, quando as imagens do dia eram repassadas.



Um pouco do Porto Real do Colégio



Foto 1
Um dos pequenos portos do Colégio e a lancha sempre colorida que faz o Sao Francisco. É bem antes do ponto onde estava o antigo colégio dos jesuítas e que deu, em parte, o nome do lugar. Á esquerda, o que parece ter sido uma beneficiadora de arroz e mais além, a torre da igreja matriz. O que me chama mesmo atençao, é a quantidade de janelas amarelas  da lancha.
Foto 2

Aqui, estamos bem perto da igreja e do ponto em que D. Pedro II desembarcou. Os fundos de casa ainda parecem ter medo do rio. Nao existia uma rua da praia em orto Real do Colégio. Será que estou dizendo a verdade? Acho que sim. Nada parece ter se engrampado ladeira acima. Falam que o colégio dos jesuítas fica no lugar da atual Casa Paroquial.

Foto 3
Deve ser o fundo da  Casa Paroquial. Nao anotei corretamente. Que vergonha!


Foto 4
Eis o começo da cara da igreja matriz. A Casa Paroquial está à esquerda.  Tá na cara que a Igreja sofreu inúmeras reformas. A sua posiçao é rara. Nao fica de frente para a Praça. O rio deveria ser mais importante para o santo do altar ficar vendo.  Ou será que o colégio era uma tripa estreita?
Foto 5
A cidade ao longe, pegando a antiga Rua dos Índios. Ao fundo, escondida, está uma lagoa e a esquerda em pouco começará a Aldeia dos Kariri-Xocó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário